quinta-feira, 3 de maio de 2018

8 aninhos!

Esse ano eu lembrei no dia certo. Coloquei lembrete no celular para não esquecer. Mas mesmo caindo numa sexta-feira e ainda tendo feriadão, não consegui escrever sobre esse aniversário. É quase sempre minha tradição atrasar esse parabéns, mesmo não sendo de propósito! 

Mas o motivo de eu não ter conseguido escrever já mostra o quanto eu mudei e esse cantinho daqui me acompanha sempre (mesmo que não mais com tanta frequência). O nascimento do Atreva-se foi numa época de muitas inseguranças, em várias áreas da vida. Nos primeiros anos aqui era como se fosse um amigo meu, o mais íntimo, o que eu poderia me abrir, sem me sentir julgada e ficar um pouco mais leve depois de escrever cada postagem - mesmo que eu não pudesse ouvir conselhos ou comentários sobre meus pensamentos e minhas histórias. 

Com o passar do tempo e as mudanças na minha vida, o amigo para os meus momentos mais difíceis se tornou um diário. É para aqui que eu corro quando algo marcante acontece, algo que eu sei que lembrarei por muitos anos, seja algo ruim ou algo bom. Por isso gosto de vir aqui e registrar meus pensamentos sobre o que está acontecendo na minha vida, mas claro que da forma que mais gosto de escrever aqui: com metáforas, associações e segredos que apenas eu ou quem vive próximo a mim irá entender.

Oito anos é muito tempo e eu nunca imaginaria que o blog que nasceu sem a autora nem saber sobre o que postar iria durar tanto tempo. Só fui no feeling e até hoje eu e o Atreva-se estamos aqui. Então parabéns a esse cantinho que mora no meu coração ❤

quarta-feira, 4 de abril de 2018

Capítulo 5

Mais 12 meses passaram e chegamos ao quinto capítulo! Já ouvi dizer que esse é o capítulo da loucura.. e nossa! Não poderia ter definição melhor. Eu tinha achado o capítulo 4 intenso, mas ele não foi nada comparado ao que veio em seguida. Foram tantas coisas tão intensas que a melhor palavra para definir esse capítulo 5 é loucura. Quase uma montanha russa de emoções, aventuras, experiências. Um dos melhores mas também um dos mais difíceis. Nesse roteiro houve muito clímax, muito drama, muitas lágrimas, mas também muita alegria, muitas conquistas, acho que de tudo um pouco. Foi um capítulo em que a protagonista aqui viveu muito e enfrentou muitos desafios, mas no fim sobrevivi a todos eles. Eu sabia que a jornada não seria nada fácil, e realmente não foi, mas chegou a hora da próxima fase e é um dos capítulos que termina de um forma muito boa. Sem muita noção do que está por vir, aguardo pelo capítulo 6.

quinta-feira, 8 de março de 2018

5 coisas que aprendi sobre o amor

Amor é um sentimento que todos sabem qual é, mas não sabem como definir exatamente. Por tantas questões profundas, intensas e complexas, cada um enxerga o amor de uma forma. Nos últimos anos tenho estudado mais a fundo sobre esse sentimento. Eu aprendi e continuo aprendendo todos os dias 

1. O amor é mais forte que o julgamento de outras pessoas.
O que as pessoas pensam e dizem passa a não ter mais tanto peso. O sentimento de querer estar com um outro alguém faz com que comentários e julgamentos de outros não impeçam de estar ao lado de quem faz o coração bater mais forte.

2. O amor pode levar mais felicidade do que você imagina para sua vida.
Há uma fase desse sentimento que começa a mudar a visão que se tem do mundo. A rotina e as dificuldades tornam-se menos pesadas e a vida mais colorida. Sem que você perceba, esse alguém já  consegue criar um sorriso do seu rosto em segundos.

3. O sentimento não é estagnado.
Não há como saber quantas fases específicas o amor passa ao longo do tempo. No geral, há a paixão que traz uma intensidade forte e o amor que carrega mais tranquilidade. Mas esse sentimento é tão complexo que seria muita simplicidade dizer que só existem duas classificações.

4. O amor precisa ser cuidado diariamente.
Mesmo sendo tão intenso, se as pessoas envolvidas se descuidarem aos poucos, esse sentimento tão bom pode tomar outra forma e não parecer tão maravilhoso quanto antes. O amor é como uma flor, precisa ser tratado com paciência e delicadeza. Com essa combinação, um jardim pode nascer e quem sabe ser ainda mais bonito do que antes.

5. Se os dois lados querem, o amor vence.
Alguns momentos podem ser difíceis, tudo parecer confuso e a visão de um futuro, que era tão certo, passa a escurecer. Mesmo assim, se os dois lados ainda sentem que podem recuperar o que era vivido, ou construir uma nova história, o amor se reinventa e, quando menos se espera, tudo volta a ser colorido e a ter menos peso. Os finais felizes reaparecem e todo o resto é um mero detalhe.

quarta-feira, 14 de fevereiro de 2018

Trilhas


O pior havia passado. Ela finalmente havia conseguido voltar ao lugar que sempre pertenceu. Foram meses trabalhando para que aquela floresta voltasse a florescer e que as cores voltassem a reinar. Depois de queimadas e tempestades, até mesmo o arco-íris já não estava mais presente, pois não havia mais chuva, apenas sol. Voltar a caminhar por aquelas trilhas era renovador e ela mal acreditava que depois de tanto tempo havia conseguido reconstruir aquela floresta. Por um acaso, ou não, entre  os inúmeros girassois, sua antiga companhia de trilhas apareceu para visitar o local. O valor daquela floresta era muito grande e era muito querida pelas duas que a habitavam. Depois de tanto tempo para se renovar, a sensação era que as árvores, flores, grama, tudo havia se tornado mais forte do que era antes. Naquele momento, o que ela mais queria era caminhar entre as trilhas em companhia e aproveitar a paisagem. Apenas isso.

segunda-feira, 12 de fevereiro de 2018

A chance


You know I never want to let you down
It cuts me up to see you sad
And I wish that I could undo what I've done
Give back the faith in me you had

You know I love you more than anyone
But I get a little wrapped up in myself
But you know I never want to do you wrong
Bring into question what we have
I know I let you down, but you're giving me a chance

- Gotye

quinta-feira, 8 de fevereiro de 2018

Homesick


Here where the sky's falling, I'm covered in blue
I'm running and I'm crawling, fighting for you
When the rain stops, then darling what will I do
And I know I go all in, but why do I

You give me a reason, something to believe in
I know, I know, I know
You give me a meaning, something I can breathe in
I know, I know, I know

It's a bittersweet feeling
Longing and I'm leaving, I go, I go, I go
But I wish I was there with you

There's a crack in my window, a bird in my room
Angels all over that watch over you

When I'm walking on water
All my dreams have come true
Still, nothing means nothing
Without you

Tell my heart to lie
But I know deep inside it's true
That I wish I was there with you

quinta-feira, 25 de janeiro de 2018

Conheci um casal



Encontrar com duas pessoas que construíram uma história de amor me fez pensar. Amor é complicadinho, né? Já fui uma romântica apaixonada, já fui muito machucada, já fui contra essa coisa de se apaixonar por alguém, já voltei a acreditar no amor e agora apenas "estou". Não tenho nenhum pensamento definido e acho que essa palavra de quatro letras envolve tanto significado que não tem como explicar de forma simples ou racional, é apenas sentir e se deixar levar. Por isso, não sei definir exatamente minha relação com esse sentimento. Sei que não sou mais contra relacionamentos. Sei que sou a favor do que deve acontecer. Agora meu foco não é saber o final, se terá um prazo para terminar, se será um felizes para sempre ou não... acho que vejo como algo muito mais profundo. Amor é saber aprender. Algo tão intenso teria suas complicações, não é? Não existe uma fórmula, algo que garanta que tudo será como planejado - senão quem conseguisse descobrir uma forma de construir isso ficaria milionário. A questão é: aprendi que amar alguém é aprender sempre. Aprender a lidar com mil emoções, aprender a conviver com outra pessoa, aprender a compreender as manias, os defeitos, os sentimentos do outro. 

Na verdade, eu tenho uma visão diferente do "felizes para sempre". Quando eu era mais nova, acreditava que felizes para sempre significava todos os dias estar feliz com aquela pessoa que se está num relacionamento até o fim da vida. O tempo passou e passei a não acreditar mais nisso. Porém ultimamente tenho pensado, afinal aquele sonho de infância de ser princesa ainda tem um espacinho no meu coração. O felizes para sempre não é impossível. Não me refiro ao significado que eu dava quando era mais nova, porque atualmente enxergo como algo diferente. Na vida real não são todos os dias que são bons e que estamos bem. Somos humanos e tudo bem as coisas não darem sempre certo ou não conseguirmos nos dar totalmente bem com outra pessoa, que também é outro ser humano. Cada um tem suas limitações. Na vida real não temos o momento em que o "Fim" aparece escrito na nossa frente e tudo se encerra perfeitamente - ok que temos a morte como fim, mas essa parte não vale para o que estou me referindo. A questão é que existem sim finais felizes, até vários para a mesma pessoa, e acredito que muitos - se não todas as pessoas - vivenciam isso. Todos já tiveram um momento especial com outro alguém, em que se sentiu preenchido de amor e sentimentos bons, que marcou de alguma forma. Isso é um final feliz. Você pode se perguntar como pode ser um final se tudo continua, mas aí é que está: assim como os filmes tem sequências, nossa vida também tem. É como se naquele momento especial fosse o seu final feliz, e depois daquele momento se inicia outro filme da sua vida, a sequência da narrativa que você mesmo constrói. Eu posso dizer que coleciono alguns finais felizes e que, ainda sim, aguardo ansiosamente pelos próximos.

Esse casal que conheci me fez pensar sobre como esse sentimento é forte, porque me contaram a história que construíram e fico surpresa em ver como duas pessoas conseguem se amar como se ainda estivessem se conhecendo após anos de convívio e relacionamento. É bonito ver como se olham, como se falam, como se tratam, como se escutam, como se entregam. Observando esse casal consegui perceber um amor puro e sincero. Dos dois lados. Percebi a força que esse tal de amor tem. Acho que consegui ter noção do que é quando ouço alguém dizer que tem borboletas no estômago ou que está transbordando amor. Essa palavrinha pequena carrega um significado imenso e faz grandes revoluções na vida das pessoas. Ele faz ser possível também o sonhado e subestimado felizes para sempre. Muitos já tiveram, apenas não conseguem enxergar. Eu aguardo ansiosamente pelo meu próximo felizes para sempre. Pelo que soube, esse casal que conheci teve vários e quem sabe não irão ter mais? Esse casal é incrível.